quinta-feira, 18 de junho de 2015

Biblioteca da Penha de França


O meu novo desafio profissional levou-me à rede de bibliotecas municipais de Lisboa, mas especificamente à Biblioteca da Penha de França. Após uma mudança de localização, este é um espaço recém inaugurado – a 21 de maio, será coincidência ou sincronicidade – com tudo o que isso tem de bom: edifício recente, paredes brancas, mobiliário novo, equipa em construção, vontade de disponibilizar novas ofertas ao público, cuja dinâmica se encontra em reajuste ao novo espaço.

Para além da adaptação a uma nova estrutura, a novos modos de trabalho, a uma lógica diferente de encarar as bibliotecas, esta localização coloca-me perante uma realidade que nunca me tinha passado pela cabeça: o bairrismo lisboeta. Assim sendo, uma das minhas prioridades é conhecer o bairro/freguesia, nomeadamente as suas instituições e perceber as potencialidades de colaboração ainda a explorar, embora perceba que já existe uma dinâmica invejável. 

Sem comentários:

Enviar um comentário