quinta-feira, 8 de outubro de 2015

O Silêncio dos Livros, George Steiner (seguido de Esse Vício ainda impune, Michel Crépu)

 “… os textos escritos podem transformar a condição humana.” (p. 21)
“O que é a literatura? Um lugar que não é lugar, um tempo que não se mede pelo tempo, uma língua que não é linguagem.” (p. 56)
Este volume, em que prevalece o título do primeiro ensaio, apresenta-nos duas reflexões sobre o efeito da leitura e o seu pode transformador. Mas que poder é este, advindo de um território tão estranho e com características tão peculiares. Um território feito da noção de possibilidades e que faz o do leitor o agente de qualquer mudança (para o bem e para o mal). Um território que se atravessa em silêncio e solidão. Um aparente ócio em que os nossos cérebros trabalham afincada e suavemente em busca de sentido(s) para o seu futuro ser.

Tradução: Margarida Sérvulo Correia | Editora: Gradiva | Local: Lisboa | Colecção: Ensaio | Edição/Ano: 1ª, Junho 2007 | Impressão: CEM - AG | Págs.: 72 | ISBN: 978-989-616-191-8 | DL: 260388/07 | Localização: BLX PF 002(091)/STE (80181048)

Sem comentários:

Enviar um comentário