quarta-feira, 20 de abril de 2016

A arte da guerra no storytelling, James McSill

Sendo a escrita uma das minhas áreas de interesse, dedico-me regularmente a leituras que me possam dar mais algumas perspectivas sobre este oficio, tais como a da escrita criativa e do storytelling, entre outras. Desta leitura, destaco a definição de storytelling (a utilização dos princípios milenares inerentes às histórias como arma ou instrumento de transformação, p. 17) e a sua sistematização (envolvimento da audiência, gestão de mudanças de comportamento e reacção do publico, utilização de uma linguagem simples e directa, mensagens subjacentes ou inerentes). Desta forma, o autor dá-nos algumas ferramentas e exercícios para demonstração e compreensão pela prática do funcionamento e potencial do storytelling. Perante isto, só falta meter mãos à massa. (O que é sempre o mais complicado.)

Editora: Topbooks | Local: Lisboa | Edição/Ano: 2014 | Impressão: Guide Artes Gráficas, Lda. | Págs.: 158 | Capa: Addmore Branding | ISBN: 978-989-706-105-9 | DL: 382400/14 | Localização: BLX NC 316.46 MCS

Sem comentários:

Enviar um comentário