terça-feira, 14 de junho de 2016

Noite da literatura europeia.02

Christian Schloe
a atriz lia o poema
lia, mas não lia
proferia as palavras que a técnica e a experiência permitiam debitar 
sem que a sua mente perdesse qualquer tempo 
em interpretações, flexões, sentimentações
a dicção clara, fluída, sonante
e os aplausos finais

de um espectáculo em que a memória das palavras 
se esvai ao ritmos em que 
descemos os degraus para o buliço da rua

Sem comentários:

Enviar um comentário