sábado, 21 de janeiro de 2017

O artista está sozinho, Frederico Pedreira

“A ironia é todo um outro nível de vida.” (p. 66)
Este pequeno volume de cerca de 70 paginas, e letra garrafal,  encontra-se dividido em três capítulos: Companhia, Passeio e A Aventura. O texto é hermético, fragmentário (e intencionalmente) desconexo, (depreende-se) com a intenção de transmitir a incompreensão (alheia) a que o artista (o verdadeiro artista) está votado. O objectivo parece conseguido, uma vez que, na minha singela opinião, muito pouco no texto me diz algo. A ironia patente deve estar realmente num nível inatingível.

Editora: Edição de autor | Local: Lisboa | Edição/Ano: Fev. 2013, 150 ex. | Impressão: Guide AG, Lda. | Págs.: 67 | Capa: Diogo Vaz Pinto | ISBN: 978-989-8638-05-2 | DL: 355915/13 | Localização: BLX DR5075463

Sem comentários:

Enviar um comentário