sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Valorizar os planos C e D ou F

Na prática, quando sentimos uma série de resistências à prossecução de um objectivo é porque este não nos é “natural”. Claro que nem sempre podemos escapar a alguns objectivos que nos são socialmente impostos. Mas há outros que nos impomos sem realmente fazerem sentido para quem somos e quem queremos ser. Nem sempre é fácil, mas há momentos que necessitamos de nos questionar:
  • se não fizer isto, o que posso fazer em alternativa?
    • Como;
    • porquê;
    • quando;
    • onde;
    • com quem;
    • que valor tem para mim o plano A, o plano B e até o C;
    • o que é que me vão acrescentar enquanto pessoa.

Se formos sínceros, muitas vezes percebemos que essa resistência significa que aquele não é realmente o nosso objectivo primordial. É apenas algo que gostaríamos de fazer, porque acreditamos que isso nos daria outra dimensão social ou reconhecimento profissional. Mas o que realmente nos motiva e faz borboletas nos estômago são os planos C e D ou F. por isso, mais vale avançar um pouco na lista de projectos e objectivos e deixar os A e B para outros momentos. Vamos ignorar o óbvio e prestar atenção ao caminho menos percorrido. 

🔜⏭↷👉👇👆👍

Sem comentários:

Enviar um comentário