terça-feira, 3 de outubro de 2017

Clube dos poetas vivos #4

Katerina Kamprani
Matéria inútil
o pé a encravar a unha
não vás, fica
não me deixes
julgamos que o pé vai
mas fica
ela sim, ela vai
corta com a raiz
segue para o mundo
perde-se em recantos
de lixo e tesouro
vírgula solta virgula no estômago
vírgula certa, vírgula errada
vírgula que tudo muda
e eu a querer desvirgular
a vírgulação que me colocaste
amontoada no coração
saltito mas não não voo

ecoando o vazio abarrotado de enumerações que não me acrescentaste

Sem comentários:

Enviar um comentário