sábado, 23 de dezembro de 2017

Sugestões de livros para dinamizadores de Comunidades de Leitores

Para mim, uma parte importante da promoção e dinamização de uma Comunidade de leitores, ou da leitura em geral, passa pela desmistificação da própria leitura, tornando-a um acto acessível e de partilha. Cabe a nós, dinamizadores, acolher, amparar e orientar essa partilha. Para tal, há que perceber as motivações e os efeitos que a leitura pode provocar. Só assim podemos desempenhar o nosso papel da melhor forma.
Alguns dos livros, não académicos, que me deram mais ferramentas para este processo são:
Há livros que se revelam uma pequena surpresa. Seja porque avançamos suavemente pelas suas páginas, seja porque nos identificamos com o seu conteúdo. E neste livro senti uma dupla identificação. A mais óbvia, para quem me conhece quotidianamente, é o da minha paixão por Clubes de Leitura/Comunidades de Leitores.
Sabem aqueles livros que gostaríamos de ter escrito? Este é um deles. Não por falar de livros, o que à partida era meio caminho andado. Mas pelo modo como estes nos são apresentados. Os autores defendem que a leitura de livros, na sua imensidão de géneros e autores, deve, como qualquer dieta alimentar, ser variada e equilibrada.
Este é um livro interessante. Sobretudo para que tem ainda algum tipo de pruridos ou vergonhas sobre o seu percurso leitor. Mesmo que as ideias defendidas não sejam exactamente novas, poderão ter sempre a benesse de apaziguar alguns receios.
Remédios Literários, Ella Berthoud & Susan Elderkin
A experiência de biblioterapia que aqui se propõe baseia-se na experiência das autoras com pacientes — e é apoiada por uma avalanche de provas empíricas. Para cada crise, doença, situação de sofrimento físico ou de comoção espiritual, há um livro indicado que pode servir de cura. Por vezes, é a história que encanta, outras vezes é o ritmo da prosa que trabalha na psique, aquietando ou estimulando, ou é uma ideia ou uma atitude… (in www.Quetzaleditores.pt)
Como um romance, Daniel Pennac
Obra onde encontramos os essenciais “Os direitos inalienáveis do leitor”:
1-O direito de não ler;
2-O direito de saltar páginas;
3-O direito de não acabar um livro;
4-O direito de reler;
5-O direito de ler não importa o quê;
6-O direito de amar os “heróis” dos romances;
7-O direito de ler não importa onde;
8-O direito de saltar de livro em livro;
9-O direito de ler em voz alta;

10-O direito de não falar do que se leu.

Sem comentários:

Enviar um comentário