segunda-feira, 16 de abril de 2018

A ridícula ideia de não voltar a ver-te, Rosa Montero

Durante o processo de luto do seu companheiro de 21 anos, a autora deparou-se com o curto diário de Marie Curie em que esta deposita os desabafos relativos à morte do marido, Pierre Curie. Perante esta #coincidência, a autora efectua diversas reflexões, não só sobre a morte e o modo como os vivos lidam com ela, mas sobretudo sobre o papel da mulher na sociedade, tendo como base a vida única da cientista de origem polaca – e tudo o que esta teve de encarar e ultrapassar para chegar ao patamar de notabilidade que atingiu – e tecendo algumas comparações com o que actualmente possa ser o papel da mulher.
É um livro extremamente interessante por diversas razões. Primeiro, por nos dar a conhecer a peculiar vida de Marie Curie, os seus obstáculos, as suas vitórias, mas também o vislumbre da mulher para além da cientista. Depois, por, de modo muito simples e sentido, expor a sua experiência de luto. Uma experiência tão íntima que nem sempre é possível verbalizar de modo estendível para os demais. E nesta sua reflexão saliento a ideia tão verdadeira que subjaz ao título e a noção de que, após um processo de luto, não voltamos a ser os mesmos, mas reinventamos-nos, de modo a prosseguir e integrar essa perda. Por último, há uma constante ponderação sobre o papel da mulher, e, claro, do homem, na sociedade e o modo como as expectativas e pressões se têm alterado ao longo do tempo, de tal modo que, actualmente, não há qualquer clareza de papéis, seja para quem for. e se por um lado essa circunstância pode ser libertadora, no sentido de permitir todas as possibilidades. por outro, pode ser igualmente confusa e inibidora, porque não há nenhuma linha orientadora de suporte para ninguém.

Título Original: La ridicula idea de no volver a verte | Tradução: Helena Pitta | Editora: Porto Editora | Colecção: | Local: Lisboa | Edição/Ano: Agosto 2015 | Impressão: Bloco Gráfico | Págs.: 175 | Capa: Manuel Pessoa | Ilustrações: fotos | ISBN: 978-972-0-04712-0 | DL: 585437/14 | Localização: BLX PF 82-94/MON (80399936)

Sem comentários:

Enviar um comentário